OPISB Ordem dos Profissionais Integrativos em Saúde no Brasil

PUBLICAÇÕES ONU | OMS

ANO 2021

Cobertura Universal de Saúde, significa que todos os indivíduos e comunidades recebem os serviços de saúde de que necessitam, sem ficarem expostos a dificuldades financeiras. Isso inclui toda a gama de serviços de saúde essenciais e de qualidade, desde a promoção da saúde até à prevenção, tratamento, reabilitação e cuidados paliativos.

OMS (Organização Mundial de Saúde), em parceria com a UNICEF e o Ministério da Saúde do Cazaquistão, organizaram a Conferência Mundial sobre Cuidados de Saúde Primários, 40 anos depois da adoção da histórica Declaração de Alma-Ata. Ministros, profissionais de saúde, acadêmicos, parceiros e sociedade civil reuniram-se para reafirmarem o seu compromisso com os cuidados de saúde primários como alicerce da CUS (Cobertura Universal de Saúde), na nova e ambiciosa Declaração de Astana. Esta Declaração pretende renovar o compromisso político dos governos, organizações não governamentais, organizações profissionais, instituições acadêmicas e organizações mundiais de saúde e desenvolvimento para com os cuidados de saúde primários.

Fonte: OMS - Organização Mundial de Saúde (clique aqui) 

Declaração de Astana: Conferência Global sobre Atenção Primária à Saúde

Versão em:  inglês (clique aqui) | espanhol (clique aqui)

 

ANO 1978

A Conferência Internacional sobre Cuidados Primários de Saúde, reunida em Alma-Ata aos doze dias do mês de setembro de mil novecentos e setenta e oito, expressando a necessidade de ação urgente de todos os governos, de todos os que trabalham nos campos da saúde e do desenvolvimento e da comunidade mundial, para proteger e promover a saúde de todos os povos do mundo.

Fonte: Relatório da Conferência Internacional sobre Cuidados Primários de Saúde | Alma-Ata, URSS, Setembro de 1978 | Organização Mundial de Saúde (OMS) | Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) - clique aqui

 

ANO 1948

Assembleia Geral das Nações Unidas (resolução 217 A III) em 10 de dezembro 1948, proclama Declaração Universal dos Direitos Humanos como o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações, com o objetivo de que cada indivíduo e cada órgão da sociedade tendo sempre em mente esta Declaração, esforce-se, por meio do ensino e da educação, por promover o respeito a esses direitos e liberdades, e pela adoção de medidas progressivas de caráter nacional e internacional, por assegurar o seu reconhecimento e a sua observância universais e efetivos, tanto entre os povos dos próprios Países-Membros quanto entre os povos dos territórios sob sua jurisdição.

Fonte:  UNICEF (clique aqui)